São Paulo Reclama

AES ELETROPAULO

, O Estado de S.Paulo

23 Março 2011 | 00h00

Descuido e descaso

A AES Eletropaulo trata com desleixo a reclamação de moradores sobre o abandono de um terreno localizado na Rua Cavaleiro da Concórdia, na altura do número 140, no Parque São Lucas, que fica embaixo de fios de alta-tensão. Os vizinhos sofrem com o problema há anos, pois o mato cresce em abundância no local e pode causar um curto-circuito, caso encoste nesses fios. Os moradores da região já ligaram várias vezes para a AES Eletropaulo e raramente conseguem ser atendidos. Desta vez a concessionária passou dos limites, pois, após meses de reclamações, fez um trabalho muito malfeito. Seus funcionários escavaram a esmo o local, deixando-o cheio de buracos. O terreno, agora baldio, tornou-se ponto de encontro de usuários de drogas e hoje ainda está propício para o despejo de entulho e lixo.

ODARLEI BIRAL / SÃO PAULO

A AES Eletropaulo informa que está desenvolvendo um plano de manutenção periódica dos terrenos e irá executar uma nova limpeza da área em questão no dia 19/3. A distribuidora informa ainda que o serviço citado pelo cliente sr. Biral foi realizado por uma empresa terceirizada, que foi notificada pela distribuidora sobre a qualidade do serviço executado.

O leitor desabafa: Como sempre, os funcionários da AES Eletropaulo não vieram no dia marcado. A empresa sempre promete e não cumpre. E nas poucas vezes em que os funcionários vieram ao local, não fizeram um serviço com a atenção e a qualidade que os moradores que moram em frente ao terreno merecem.

SUJEIRA NAS RUAS

Despejo de entulho e lixo

Moro na Rua José dos Santos Júnior, Brooklin, em frente a uma favela. Há uma caçamba de lixo na esquina dessa rua com a Conde de Porto Alegre. O problema é que despejam entulho e lixo, que transbordam na calçada, impedindo a passagem dos pedestres. Apesar de o IPTU ser alto, a coleta feita pela Prefeitura não é regular nem suficiente no bairro. Quem sabe se a Prefeitura divulgar informações sobre os diversos ecopontos na cidade fique mais fácil manter a limpeza do local.

M. MARTA R. DA LUZ / SÃO PAULO

A Secretaria de Coordenação das Subprefeituras informa, por meio da Subprefeitura Santo Amaro, que o entulho daquela região é removido pelas equipes da subprefeitura 2 vezes por semana. Alerta que, ao entregar o entulho gerado por pequenas obras aos chamados "carrinheiros", o destino do material nem sempre é o Ecoponto. Na maioria das vezes o material é descartado em ruas e avenidas da cidade. Para tentar minimizar o problema, a subprefeitura realiza ações educativas nas comunidades, distribuindo panfletos com os endereços, telefones e horários de funcionamento dos 3 Ecopontos da região. Diz que o panfleto foi digitalizado e encaminhado por e-mail para associações de bairro dos 3 distritos localizados na área sob jurisdição da subprefeitura: Santo Amaro, Campo Belo e Campo Grande. O Departamento de Limpeza Urbana (Limpurb) esclarece que solicitou à concessionária responsável pela coleta de lixo na região, que faça um trabalho de orientação na comunidade que utiliza os contêineres. Os equipamentos são usados como alternativa em locais de difícil acesso ao caminhão coletor. Os munícipes devem depositar só o lixo domiciliar, devidamente ensacado e com até 2 horas de antecedência à passagem da coleta.

A leitora reclama: Apesar de a coleta ser feita duas vezes por semana, o entulho fica ali por vários dias. Muitas vezes a quantidade de entulho não cabe num só caminhão e a limpeza fica incompleta.

NOTA FISCAL PAULISTA

Restituição de créditos

Em 10/3, cadastrei-me no Programa da Nota Fiscal Paulista e desbloqueei minha senha num posto da Secretaria da Fazenda. Ao consultar o site, percebi que meus créditos de 2008 e 2009 foram doados, sem minha autorização, para uma instituição que não conheço.

JORGE ERNESTO BULGARELLI / SÃO PAULO

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo orienta o sr. Bulgarelli que solicite a restituição das transferências de créditos não reconhecidas preenchendo o formulário específico, por se tratar de indício de fraude. Deve encaminhar ainda à Secretaria: o requerimento impresso, preenchido e assinado; uma cópia de documento de identidade e do CPF; e um comprovante de residência. Esclarece que as ocorrências de suspeita de fraude são apuradas por meio de inquérito policial.

O leitor diz: Ainda não tive tempo de encaminhar esse requerimento, mas devo fazê-lo nos próximos dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.