São Paulo Reclama

EMISSÃO DE PONTOS DE PROGRAMA TAM FIDELIDADE

, O Estado de S.Paulo

06 Janeiro 2011 | 00h00

Prazos não cumpridos

No dia 3/9 quatro familiares e eu não pudemos embarcar num voo da TAM (de São Paulo para Fortaleza), pois um dos funcionários não havia preenchido corretamente a lista de segunda chamada, tirando os nossos nomes. As passagens haviam sido obtidas com pontos do Programa Fidelidade e, no mesmo dia, foi pedido o reembolso da pontuação, o que deveria ocorrer, segundo eles, em até 30 dias. Em 28/11 liguei para o serviço Fale com o Presidente da empresa para reiterar o pedido (no site há a promessa de que todas as reclamações são atendidas em até 5 dias, o que não ocorreu). No dia 16/12 liguei de novo, pois não tinham feito o reembolso dos 100 mil pontos. Por esse motivo, não pudemos fazer uma outra viagem já programada.

VERA BARRETTO / SÃO PAULO

A TAM, por meio do Fale com o Presidente, serviço de atendimento ao cliente, diz que entrou em contato por e-mail com o sr. Carlos Roberto Barreto, responsável por registrar a reclamação da sra. Vera no SAC, para informá-lo de que a pontuação utilizada na emissão dos bilhetes mencionados retornaram para a respectiva conta corrente do Programa TAM Fidelidade, com a validade original, conforme as regras do programa. O reembolso da taxa de embarque foi visualizado pela administradora do cartão de crédito dele no dia 4/10, com quem sugere que entre em contato para mais informações.

A leitora revela: As milhas foram reembolsadas somente no dia 22/12, depois de mais de 3 meses da data do pedido e após entrar em contato com o jornal. Ao contrário do que diz a empresa, não foram respeitadas as "regras do programa", ou seja, os prazos estipulados pela própria TAM não foram cumpridos.

CALÇADA ESBURACADA

Desmentindo a Sabesp

No dia 10/9 a Sabesp quebrou a calçada do prédio em que sou síndico, localizado na Rua Dinamarca, 384, bairro do Taboão, em São Bernardo do Campo. Liguei para a concessionária, que enviou um funcionário e ele me disse que o problema seria resolvido e a calçada, consertada. Mas até o dia 15/12 nada foi feito. Ligo todos os dias para a Sabesp e a resposta é de que uma equipe está se dirigindo ao local. Liguei para a Ouvidoria e só acumulei outro protocolo. Há um enorme buraco aberto que pode causar um grave acidente!

ANTONIO MALHARELLI / SÃO BERNARDO DO CAMPO

Roberval Tavares de Souza, superintendente da Unidade de Negócio Sul da Sabesp, informa que o problema ocorreu após execução da ligação de esgoto no imóvel de número 393 do referido logradouro. No dia 19/12, uma equipe técnica esteve no local e executou a reposição do calçamento e do asfalto, encerrando o problema apontado. A empresa pede desculpas pelos transtornos causados.

O leitor desmente: Não arrumaram a calçada do prédio e a Sabesp teve a ousadia de mais uma vez dizer que o problema foi resolvido (mentira!).

SÃO PAULO X OSASCO

Queda de árvore

Em 26/12, por volta das 15 horas, uma árvore de eucalipto caiu em frente a minha casa, na Av. Dr. Francisco de Paula Vicente de Azevedo, Parque Continental, danificando toda a rede elétrica e telefônica da região. Houve uma explosão e as faíscas duraram cerca de 10 minutos. Os moradores já haviam notificado a Prefeitura diversas vezes, alertando do perigo da queda, pois a enorme árvore estava inclinada. Uma das reclamações, com pedido urgente de poda, foi registrada no dia 27/1/2010 na Subprefeitura Lapa, que disse que o atendimento seria feito em até 40 dias, o que não ocorreu. Por sorte ninguém foi atingido, pois o dia 26 de dezembro é um dia sempre sem muito movimento nessa rua. Ressalto que, no momento da queda, não estava chovendo nem mesmo ventando!

RENATA MIGUEL / SÃO PAULO

A Assessoria de Imprensa da Subprefeitura Lapa esclarece que o eucalipto que caiu, no dia 26, pertencia ao município de Osasco, num trecho que faz divisa com São Paulo. A Subprefeitura Lapa diz que se encarregou de realizar a remoção da árvore. Informa ainda que o número de SAC informado pela munícipe foi atendido com a poda de duas árvores no endereço da Avenida Dr. Francisco de Paula Vicente de Azevedo, conforme solicitado. O serviço consta como executado no site da Prefeitura e foi atendido pelo número de SAC nº 8649852. Ressalta que qualquer solicitação pode ser realizada pelo telefone 156, nas Praças de Atendimento das Subprefeituras ou pelo site da Prefeitura (http://sac.prefeitura.sp.gov.br).

A leitora contesta: Não houve remoção da árvore do local nem por parte da Subprefeitura Lapa de São Paulo nem da prefeitura de Osasco. E até hoje não foi feita nenhuma poda da árvore.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.