São Paulo reclama...

TRANSPORTE PÚBLICO-HISTÓRIA ANTIGA

, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2010 | 00h00

Superlotação e atraso

Na década de 1980 utilizei o Metrô por vários anos e já naquela época havia atraso e superlotação nos vagões da Linha-Vermelha. No dia 23/9 tentei utilizar o Metrô da Estação Vila Matilde para ir à Estação do Anhangabaú. Cheguei à estação por volta das 7h10 e até as 7h35 não havia a mínima condição de entrar num dos vagões. Como solução, retornei à Estação Itaquera. Pensei que o problema estivesse resolvido, mas a composição chegou na Estação Sé às 8h28, com os vagões completamente cheios. Já atrasado para o trabalho decidi pegar um táxi. Os governantes e responsáveis esqueceram de melhorar a infraestrutura das linhas já existentes. Conclusão: a Linha Vermelha continua ruim, há superlotação e falta de segurança por um preço alto. O Metrô deveria ser um meio de transporte rápido, seguro, confortável e barato. Gastei quase 2 horas para chegar ao trabalho e, de carro, demoro um pouco mais de 1 hora e gasto menos. Fiquei no prejuízo!

ROBINSON S. REDONDO / SÃO PAULO

A Companhia do Metrô esclarece que, para atender à demanda, a Linha 3-Vermelha põe em operação a quantidade máxima de trens que a linha comporta. Porém, durante a operação comercial podem surgir ocorrências que prejudiquem o intervalo programado. O governo do Estado, por meio da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, informa que tem investido na extensão das linhas e na atualização tecnológica dos sistemas operacionais, equipamentos e instalações existentes. Acrescenta que a implantação de novo sistema de sinalização e controle para a operação dos trens, de última geração, permitirá reduzir o intervalo entre trens, sem abrir mão dos padrões

de segurança.

PASSAPORTE

Dificuldades para agendar

Há 2 meses estou tentando agendar a retirada do meu passaporte, sem sucesso. Já cadastrei 3 vezes minha solicitação no site da Polícia Federal, mas não há postos disponíveis. Entro no site todos os dias e sempre aparece uma página de erro, quando tento fazer o agendamento. Quando telefono para o número que eles deixaram disponível, sou informado de que não há problemas e só é possível marcar uma data pelo site. Disseram ainda que somente em caso de extrema urgência é possível marcar na Polícia Federal da Lapa. Qual é o problema para se conseguir tirar um simples documento?

MARCELO DE LIMA REZENDE / SÃO PAULO

A Polícia Federal não respondeu.

O leitor comenta: O problema ainda não foi resolvido. Por que o sistema não funciona como num país organizado? Aliás, será que a Polícia Federal vai responder a essa reclamação?

MUTIPLUS

Resgate de pontos

Sou associado ao programa de fidelidade Multiplus, que sucedeu ao programa de fidelidade que era mantido pela TAM. Como tenho pontos a vencer nos próximos dias, tentei resgatá-los com o parceiro da Multiplus, a Ipiranga Petróleo, mas sem sucesso. Como não consegui fazer o resgate pelo site, entrei em contato com o atendimento telefônico da Multiplus, que em nada me ajudou. Disseram que o problema é da Ipiranga, que alega que o problema é da Multiplus. Seria essa uma manobra da Multiplus para que se exaurem meus pontos que vencem nos próximos dias?

REGINALDO FERREIRA

ALEXANDRE / SÃO PAULO

A TAM responde que entrou em contato por e-mail com o leitor sr. Alexandre para esclarecer que não foi constatada nenhuma falha no site do programa Multiplus Fidelidade e, de acordo com os registros da TAM, o resgate de pontos desejado por ele para a empresa parceira mencionada foi realizado no dia 27/9.

O leitor diz: Depois de dois dias e muitas tentativas, o problema foi solucionado. A resposta é incorreta, pois o sistema apresentou falhas, de acordo com os próprios atendentes da empresa. Se meus pontos vencessem dentro daqueles dois dias, eu os teria perdido.

SUGESTÃO

Trânsito caótico

Na Rua Olavo Freire, via de acesso de quem vem da Avenida Sumaré em direção à Avenida Pacaembu, é proibido estacionar do lado direito das 17 às 20 horas. Passo por lá várias vezes ao dia e sempre há muito trânsito por causa dos carros estacionados. Às vezes, a fila chega até a Avenida Sumaré. É possível proibir o estacionamento nesse trecho para o trânsito fluir melhor? PÉROLA RAWET HEILBERG / SÃO PAULO

A CET não respondeu.

A leitora lamenta: Todas as vezes que solicitei ajuda à CET nunca obtive resposta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.