São Paulo amanhece sob nevoeiro e aeroportos são afetados

Cumbica opera por instrumentos e Congonhas, visualmente; CGE informa que sol deve aparecer ao longo do dia

Marília Lopes, Central de Notícias

18 Fevereiro 2011 | 09h08

SÃO PAULO - A sexta-feira, 18, começou com bastante névoa em São Paulo, o que está dificultando a visibilidade dos principais aeroportos da capital e região metropolitana.

 

Veja também:

linkChuva faz parte de forro de teto do Aeroporto de Viracopos cair

linkConfira a situação dos voos nos principais aeroportos do País

 

O Aeroporto de Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, tem visibilidade reduzida por conta da neblina e funciona por instrumentos desde às 7h, mas está aberto para pousos e decolagens. No Campo de Marte, na zona norte da capital, também há registro de muita névoa. Já o Aeroporto de Congonhas, na zona sul, opera visualmente para pousos e decolagens.

 

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), o nevoeiro que atinge a capital nesta manhã deve se dissipar e o sol aparece na capital nesta sexta-feira. A temperatura deve alcançar os 29ºC. E devido ao calor durante a tarde são previstas pancadas de chuva na capital.

Mais conteúdo sobre:
nevoreiro aeroportos Infraero clima tempo SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.