Santos registra ao menos 30 trechos alagados intransitáveis

Motoristas que querem deixar a cidade devem utilizar a Linha Amarela, acesso para a Rodovia dos Imigrantes

Solange Spigliatti, São Paulo

02 Janeiro 2011 | 09h58

A forte chuva que atingiu a cidade de Santos, no litoral sul de São Paulo, no fim da tarde deste sábado, 1, provocou a formação de pelo menos 30 pontos de alagamentos, todos intransitáveis, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

 

De acordo com a Defesa Civil do município, o acumulado de chuvas desde as 15 horas de ontem até as 9 horas de hoje chegou a 147,8 mm. A situação pode piorar por conta da chuva moderada que continua a cair na cidade. A capacidade dos canais que cortam a cidade está no limite.

A pior situação estava na Avenida Martins Fontes, que faz a ligação entre a cidade e a saída para a Rodovia Anchieta. Um trecho de 800 metros da via estava com alagamento de mais de dois metros, segundo a CET.

 

As demais rotas alternativas que levam à rodovia também estão interditadas, mas segundo a CET, os motoristas que pretendem sair da cidade em direção a São Paulo podem utilizar a Linha Amarela. Segundo a CET, os veículos devem chegar à Praça dos Andradas, fazer o retorno, entrar no túnel e seguir pela Avenida Waldemar Leão até a Avenida Pinheiro.

 

Em seguida, ir até a praia e seguir pelo sentido São Vicente até a Linha Amarela, que dá aceso à Rodovia dos Imigrantes. A Linha Amarela está liberada apenas para veículos pequenos.

Apesar da alternativa, a Defesa Civil de Santos recomenda aos motoristas que esperem as águas baixarem na cidade para começar a viagem de volta a São Paulo ou ao interior. O mesmo vale para os motoristas que pretendem chegar a Santos. O alerta é por conta dos alagamentos que bloqueiam as passagens de saída e entrada da cidade.

Deslizamentos

 

A chuva também provocou a ocorrência de pelo menos 20 deslizamento de terra em vários morros do município, entre eles os Morros São Bento e Nova Cintra. Ninguém ficou ferido, segundo os bombeiros. De acordo com a CET, as avenidas Santo Antonio do Valongo, no São Bento, e a Alameda Prefeito José Gomes, em Nova Cintra, estão parcialmente interditadas. Também foram registrados deslocamentos de terras nos Morros Pacheco,  Marapé e José Menino.

 

A cidade está em estado de atenção, o que deve continuar até amanhã, quando ainda há previsão de precipitação de 50 mm de chuvas. A Defesa Civil continua fazendo vistoria de campo para registrar novas ocorrências.

 

Rodoviária

 

O Terminal Rodoviário de Santos ficou fechado desde as 6 horas até as 9h15, com os ônibus retidos devido aos alagamentos. A partir deste horário, alguns ônibus começaram a seguir viagem para São Paulo após desvios criados pela CET. Não há informação sobre quantos coletivos sofreram atraso.

 

 

 

Mais conteúdo sobre:
chuvaalagamentosSantoslitoral

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.