Santistas são detidos por depredarem vagão e ferirem segurança no Metrô

Grupo de cerca de 60 torcedores foi interceptado na Sé e levado para a delegacia, na Barra Funda

estadão.com.br,

14 de junho de 2012 | 00h52

 SÃO PAULO - Um grupo de cerca de 60 torcedores santistas foi detido, por volta das 18h30 de quarta-feira, 13, por agentes de segurança do Metrô e por policiais militares após, segundo a assessoria de imprensa da Companhia do Metropolitano, "causar distúrbios e quebrar uma das janelas de uma composição".

 

 

Os torcedores, que pretendiam viajar para a Baixada e assistir à partida entre Santos e Corinthians, válida pela semifinais da Taça Libertadores, partiu da estação Palmeiras-Barra Funda, pela Linha 3 - Vermelha - e foi interceptado pelos agentes e pela PM cinco estações depois, na Sé. 

 

 

De lá, o grupo foi encaminhado de volta da a estação Barra Funda, onde fica a Delegacia de Polícia do Metropolitano (Delpom). Um agente de segurança do Metrô foi agredido por um dos torcedores e sofreu lesão no menisco de um dos joelhos. Encaminhado para o Hospital São Camilo, na Pompeia, o agente foi atendido e liberado. À 0h45 desta quinta-feira, 14, o segurança preparava-se para se apresentar no Instituto Médico Legal (IML), onde deve fazer exame de corpo de delito.

 

 

Todos os torcedores já tiveram a ficha criminal pesquisada pela polícia, e segundo o Delpom, nenhum deles deve algo à justiça. Os depoimentos dos torcedores devem durar a madrugada inteira e todos, a princípio, serão liberados. O responsável pela agressão contra o agente de segurança não foi identificado entre os torcedores encaminhados para a delegacia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.