Sanguinetti e defesa dos Nardoni fazem 'reconstituição' paralela

Com apoio de uma equipe, eles refazem os passos de Alexandre e Anna Jatobá na noite da morte de Isabella

da Redação, estadao.com.br

11 de junho de 2008 | 16h24

O médico-legista George Sanguinetti faz nesta quarta-feira, 11, junto com os advogados Ricardo Martins e Rogério Neres, a reconstituição do dia da morte de Isabella Nardoni, no apartamento do pai e madrasta da garota, Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, na Vila Mazzei, zona norte de São Paulo.   VEJA TAMBÉM Pai de Isabella culpa governo por repercussão do crime Imagens da prisão do casal  Fotos do apartamento onde ocorreu o crime  Cronologia e perguntas sem resposta do caso  Tudo o que foi publicado sobre o caso Isabella    Sanguinetti foi contratado pela defesa do casal Nardoni em maio, para fazer uma investigação paralela a da polícia, que concluiu que Alexandre e Anna Jatobá teriam assassinado a garota, na noite do dia 29 de março.   Sanguinetti (avental branco) e um dos advogados da defesa (terno) fazem recosntituição com equipe Foto: Paulo Liebert/AE   Desde o início do mês passado, Alexandre e Anna estão presos a pedido da Justiça, depois que o Ministério Publico apresentou a denúncia oficial acusando ambos de homicídio triplamente qualificado. Desde lá, passaram por três locais diferentes e agora estão em presídios de Tremembé, no interior do Estado.   Na segunda-feira, o Tribunal de Justiça de São Paulo negou, por unanimidade, o pedido de habeas-corpus do casal feito pela defesa. Ainda em maio, o desembargador Caio Canguçu de Almeida, da 4ª Vara Criminal, já havia negado o pedido de liberdade do casal.

Tudo o que sabemos sobre:
caso Isabella

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.