'Salve' manda parar ataque em Santa Catarina

Áudio divulgado ontem revela uma conversa entre dois supostos presos de Santa Catarina na qual é emitida uma ordem para suspender a onda de ataques no Estado, iniciada no dia 12. Um dos detentos diz que "dá para começar a normalizar a situação" e até se mostra "agradecido pelo apoio que os irmãos deram".

DANIEL CARDOSO / FLORIANÓPOLIS ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2012 | 02h02

A gravação foi interceptada na quinta-feira e divulgada pelo Diário Catarinense. "Amanhã (sexta-feira), se não tiver visita lá é porque os órgãos competentes vão continuar na casa (o Presídio de São Pedro de Alcântara, de onde teriam partido as ordens)." No local, estão sendo feitos exames de corpo de delito para verificar se os presos têm sofrido tortura - ou seja, por meio dos ataques, os detentos teriam conseguido chamar a atenção para a situação nos presídios. Na semana passada, foram identificados 60 presos com algum tipo de lesão.

O comparsa responde que vai "passar um salve (ordem) também em Biguaçu", perto da capital. A noite de domingo foi a primeira sem ataques no Estado em uma semana. No período, 47 pessoas foram presas e três, mortas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.