Salário atrasado

ERRO EM CADASTRO DE PROFESSORA

O Estado de S.Paulo

19 Abril 2012 | 03h03

Após diversas tentativas de contato com vários órgãos, recorro à Coluna, já que não tenho nenhuma previsão de receber o meu salário pelo Estado. Sou professora, voltei a dar aula no dia 1.º/2 e o meu cadastro está ativo na Secretaria da Educação e extinto na Secretaria da Fazenda. A Secretaria da Educação não passa nenhuma previsão de quando receberei meus proventos. A justificativa é de que, em vez de registrarem a interrupção da jornada de trabalho em dezembro de 2011, na minha escola anterior, excluíram-me do sistema. Por conta disso, a Secretaria da Fazenda está me cobrando um débito por recebimentos indevidos. O boleto estava com vencimento em 29/3 e por conta da minha condição não pude quitá-lo. Com isso, além de não receber os meus direitos, estou devendo para o governo. Estive várias vezes na Diretoria de Ensino Centro Sul e na Secretaria da Fazenda tentando resolver esta situação, porém não obtive sucesso. Peço ajuda, pois não tenho mais a quem recorrer e não posso mais viver nessas condições.

NELICE ISABEL FONSECA POMPEU / SÃO PAULO

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo informa que a situação da sra. Nelice está regularizada e, de acordo com a Secretaria da Fazenda, o pagamento foi efetuado dia 13 de abril.

A leitora informa: Confirmo o recebimento do crédito referente aos salários atrasados pela Secretaria da Fazenda. Mas só consegui resolver essa questão após recorrer ao jornal. Mas, infelizmente, ainda há vários professores na mesma situação em que eu estava. Ou seja, por um erro do sistema, trabalham sem receber salário.

SANTO ANDRÉ

Faltam vagas em creche

Em 29/3 a prefeitura de Santo André estava com uma equipe na Praça Mário Guidani, em Utinga, inaugurando uma academia ao ar livre. Aproveito para informar que no entorno dessa praça os pontos de ônibus não possuem nenhuma estrutura para comportar os passageiros que esperam pelo transporte público. Outro fato problemático na cidade é a falta de vaga nas creches. A prefeitura informa que não consegue atender a toda a demanda. Com isso, a prefeitura de Santo André viola a Constituição Federal, o Estatuto da Criança e do Adolescente e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). É muito mais importante as crianças terem creche para frequentar, do que praças públicas para brincar.

ELIEL QUEIROZ BARROS

/ SANTO ANDRÉ

A prefeitura de Santo André

informa que trabalha na elevação da qualidade de ensino e na ampliação de vagas. A meta da Secretaria da Educação, que já garantiu vagas a todas as crianças de Santo André, é estabelecer projeto contínuo de criação de vagas para todos os bebês de 0 a 3 anos que obrigatoriamente são atendidos em creches.

O leitor comenta: Minha prima está lutando há muito tempo, mas até agora não conseguiu uma vaga para sua filha na creche. Com isso, a prefeitura de Santo André afronta diversas leis no que se refere à Educação, cabendo ao Ministério Público investigar.

SERVIÇOS BÁSICOS

Site não funciona

É ótimo a Prefeitura colocar à disposição um e-mail para o cidadão solicitar serviços públicos. Mas seria perfeito se funcionasse. Desde abril de 2011 registrei vários chamados solicitando melhorias na minha rua, que incluem de asfalto até a poda de árvores. Mas até hoje nenhum serviço foi executado nem informam se irão realizá-los. Só recebo uma mensagem automática informando que o meu pedido foi encaminhado para a Subprefeitura Pinheiros. Acho um absurdo ter de pagar tanto imposto e não poder contar com serviços básicos de manutenção. É uma vergonha! Entendo que alguns são prioritários, mas reclamar há mais de 1 ano e não ter nenhuma solicitação atendida é um desaforo!

MARGARETE GONÇALVES

/ SÃO PAULO

A Subprefeitura Pinheiros informa que foram localizadas 3 solicitações efetuadas pela reclamante. Em 7/4 foi feita a limpeza e a capinação da via. Referente à reconstrução da sarjeta da Rua Jovina Maria Jesus, o serviço foi realizado no dia 14/4. Já sobre a poda e a remoção de árvores é necessário aguardar análise do Depave.

A leitora informa: Só recebi resposta da subprefeitura após o envio da minha reclamação ao jornal. Os serviços de capinação e o conserto da via foram concluídos. Já com relação às árvores, solicitei a poda delas e não a remoção. Ficarei aguardando a execução desse serviço, além da colocação das lombadas na rua, como solicitei.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.