Salada com prego enferrujado rende R$ 2 mil de indenização a cliente

A Justiça do Rio de Janeiro manteve a sentença que condenou o bar Ali no Beco, localizado no centro da cidade, a pagar a uma consumidora indenização de R$ 2 mil por servir uma salada com prego. A informação foi divulgada anteontem.

, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2011 | 00h00

Eudaclè de Oliveira fazia sua refeição no estabelecimento quando mordeu um prego enferrujado de 3,5 centímetros. O objeto estava no meio da salada de alface. A mulher não se feriu. Ela vai receber indenização por danos morais.

Segundo o desembargador-relator, Carlos Azeredo de Araújo, o fato configura relação de consumo, com evidente falha ocorrida na prestação do serviço.

Ao longo do processo, a defesa do restaurante não conseguiu afastar sua responsabilidade e alegou que o fato seria "incapaz de criar dano algum".

Segundo o desembargador-relator, o "dano moral abala a dignidade da pessoa humana". Ambas as partes ainda podem recorrer da decisão da 8.ª Câmara Cível.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.