'Saí de abrigo e não voltei mais'

"Saí de casa após me separar. Minha mulher vive com meus cinco filhos em Campo Grande (zona oeste). Desde então, passei a viver na rua e comecei a usar drogas. Há sete meses, experimentei o crack. Sou ambulante: vendo água e refrigerantes. Minha mãe mora no Catete (zona sul), mas ela não me deixa entrar em casa por causa das drogas. Já passei um tempo no abrigo da prefeitura, mas saí há mais de um ano e não retornei. Preciso de ajuda."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.