Sabesp vai tirar tubo de praias de Itanhaém

O governo federal mandou a Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) desfazer uma obra de rede de esgoto sob a faixa de areia das praias de Itanhaém, no litoral sul. A construção mobilizou moradores, revoltados com as escavações e os poços de visitação (que são para manutenção) abertos a cada 50 metros nas Praias de Suarão, Cibratel, Gaivota e Satélite.

MÁRCIO PINHO, O Estado de S.Paulo

29 Outubro 2011 | 03h02

A construção, que começou em 2007, já havia sido paralisada em 22 de setembro a pedido da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), responsável por áreas de domínio federal, como as praias. A SPU determinou a retirada de tudo o que foi instalado no local.

Segundo a SPU, a autorização que a Sabesp tinha era do órgão ambiental estadual, a Cetesb, e liberava apenas a realização da obra sob o leito da avenida, e não na praia. A Cetesb confirmou que não autorizou a obra na praia. A Sabesp diz que tem duas licenças da Cetesb, uma de 2005, e outra de 2007, e que a obra na praia está contemplada.

Mesmo assim, a companhia informou que vai seguir a determinação e apresentará em dez dias um cronograma com os prazos para a retirada das estruturas. Não há prazo ainda para que tudo seja removido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.