Sabesp vai pagar parte do custo da transposição do Paraíba do Sul

Companhia confirmou que o investimento ficará sob sua responsabilidade, mas não informou se o montante contará com alguma participação do governo estadual, seu acionista majoritário

Gabriela Vieira e Carla Araujo, O Estado de S. Paulo

22 Março 2014 | 03h00

Ao contrário do informado durante o anúncio do projeto de interligação entre a bacia do Rio Paraíba e o Sistema Cantareira, os investimentos exigidos pela obra não serão financiados integralmente pelo governo. Ainda que parcialmente, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) será obrigada a participar do projeto orçado em R$ 500 milhões.

A Sabesp confirmou que o investimento ficará sob sua responsabilidade, mas não informou se o montante contará com alguma participação do governo estadual, seu acionista majoritário. Um representante do governo paulista afirmou que a estruturação do financiamento do projeto está sendo avaliada, mas declarou que "possivelmente" a concessionária assumirá os gastos.

O plano de investimento da Sabesp para 2014, que não engloba as medidas emergenciais adotas para enfrentar a atual crise hídrica, soma R$ 2,6 bilhões. Segundo dados da Secretaria de Planejamento, desse total, R$ 1,4 bilhão é capital próprio da companhia. O restante seria obtido por operações de crédito.

Especificamente para os serviços de abastecimento de água, a Sabesp esperava investir R$ 980 milhões. Somadas, apenas a transposição e a exploração do volume morto do Cantareira totalizam R$ 580 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.