Sabesp vai implantar medição individual em condomínios de SP

Trabalhos para instalação deve começar em meados de dezembro, de acordo com o presidente da estatal

Chiara Quintão, Agência Estado

26 de novembro de 2008 | 18h45

A Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) vai dar início, em meados de dezembro, à segunda fase da Sabesp Soluções Ambientais, com o início de implantação da medição individualizada de água em condomínios e da telemedição, ou seja, a gestão eletrônica do consumo de água. Esses programas serão adotados em todo o Estado, começando pela cidade de São Paulo.   O presidente da Sabesp, Gesner Oliveira, não estimou qual será o impacto na receita da companhia da medição individualizada dos condomínios que aderirem ao programa. "Não acredito que será um impacto grande", disse. Segundo ele, o programa vai proporcionar melhoria do serviço prestado pela Sabesp.   A meta da Sabesp é enquadrar 10% de suas unidades nas normas da certificação ISO 14.001, de gestão ambiental. Isso equivale a 65 unidades. No momento, quatro unidades se enquadram nas exigências. Entre as ações ambientais da companhia citadas pelo executivo estão o aumento da eficiência do uso de energia.

Tudo o que sabemos sobre:
SabespSão Paulocondomíniosmedição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.