Sabesp terá que prestar contas sobre ações em bairros alagados

Empresa será multada caso não entregue informações em três dias à Defensoria Pública

Priscila Trindade, do estadao.com.br,

19 Janeiro 2010 | 16h09

A Justiça de São Paulo atendeu o pedido da Defensoria Pública para que a Sabesp informe, no prazo de três dias, as providências adotadas nos bairros da zona leste da cidade. A região sobre com alagamentos desde o dia 8 de dezembro de 2009.

 

Veja também: 

linkVai a 47 número de mortos pela chuva no Estado de SP

linkChuva causa interdição de ferrovia em Sorocaba-SP

linkChuva forte afeta 100 casas em Campinas

linkChuva e vento fortes voltam a atingir cidades do RS

linkApós chuva, moradores de S. José do Rio Preto ficam sem água

 

Segundo decisão da 5ª Vara da Fazenda Pública, concedida na última sexta, 15, a Sabesp deverá prestar informações e entregar documentos sobre drenagem da água e sobre o sistema de esgotamento sanitário no Jardim Romano, Chácara Três Meninas, Vila das Flores, Jardim São Martinho, Vila Aimoré e Vila Itaim.

 

A Sabesp será multada caso não entregue as informações em três dias à Defensoria. O ofício foi assinado pelo Defensor Público Bruno Miragaia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.