HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO
HÉLVIO ROMERO/ESTADÃO

Sabesp recua de sigilo e divulga 544 locais de SP 'blindados' de rodízio

Na lista estão hospitais, clínicas de hemodiálise, prontos-socorros, presídios, delegacias e unidades da Fundação Casa

Fabio Leite , O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2015 | 15h43

SÃO PAULO - A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) divulgou nesta quinta-feira, 15, a relação dos 544 locais na região metropolitana onde fez conexões especiais para que não falte água em caso de rodízio oficial no abastecimento. Na lista estão hospitais, clínicas de hemodiálise, prontos-socorros, presídios, delegacias e unidades da Fundação Casa.

A divulgação é um recuo da direção da Sabesp, que havia decretado no dia 30 de maio deste ano sigilo de 15 anos sobre dados da rede de água e esgoto, incluindo informações de projetos e localização de equipamentos, instalações e sistemas. A estatal, presidida pelo engenheiro Jerson Kelman, alega que a divulgação pode "implicar em possíveis usos inadequados, manipulação e danos nos sistemas de abastecimento de água ou esgotamento sanitário".

A lista com os endereços dos chamados "pontos prioritários", como o Hospital das Clínicas, na capital, havia sido solicitada pela reportagem do portal iG por meio da Lei de Acesso à Informação. A companhia negou o acesso e justificou a decisão à Ouvidoria-Geral do Estado dizendo que havia decretado sigilo sobre dados de sua rede. Após o iG publicar reportagem noticiando o sigilo, Kelman decidiu divulgar a lista e afirmou que pode rever o prazo de 15 anos para os documentos secretos. 

Nesta quinta-feira, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) notificou o presidente da Sabesp para que ele esclareça a resolução que mantém documentos da companhia sob sigilo. A medida foi tomada com base em representação dos procuradores do Ministério Público de Contas do TCE, José Mendes Neto e Thiago Pinheiro Lima. O Ministério Público Estadual (MPE) informou que vai investigar a medida.

Dê zoom na planilha abaixo para ver a lista de instituições 'blindadas' de rodízio:

Tudo o que sabemos sobre:
Crise da águaSabespGeraldo Alckmin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.