Rua é aberta no meio de antiga mata nativa

Novas ruas abertas no meio da mata e placas de lançamentos imobiliários em terrenos cheios de árvores indicam que o estrago na vegetação da Vila Andrade, na zona sul, poderá ser ainda maior nos próximos anos. Espigões com até 26 andares avançam na direção da última franja de Mata Atlântica que restou ao lado do Rio Pinheiros, no alto do Panamby.

O Estado de S.Paulo

09 Setembro 2012 | 03h04

É nessa região que uma rua, a Maria Antonia Ladalardo, foi prolongada dentro da mata nativa, como forma de facilitar o acesso dos novos condomínios à Marginal do Pinheiros. Ali estão alguns dos mais caros imóveis lançados na capital nos últimos três anos, com apartamentos de 529 m², 12 vagas de garagem e preço estimado em R$ 6 milhões.

Um dos atrativos da região é o Parque Burle Marx, área verde com as mesmas espécies que sumiram de terrenos vizinhos para dar lugar a prédios, como palmeiras, andá-açu e pau-brasil.

Queixas. Prédios gigantes atrás do prolongamento da Maria Antonia Ladalardo também foram erguidos sobre antiga área com árvores nativas, como lembram moradores da Rua Clinton, na parte mais baixa e antiga do Panamby. "Essa parte mais alta do Panamby, perto do rio, era tudo mata ciliar do Rio Pinheiros. Tinha muita árvore, a gente queria que virasse parque. Mas pode ver que não param de fazer prédios", diz a professora de piano Júlia Antonini Figueira, de 56 anos, que vive há 20 na região.

A professora aponta para as torres do futuro condomínio Vista Verde Panamby, que terá torres com vista para a mata que restou. "A vista para eles vai ser verde agora, como era para nós. Logo também vão estar com vista para outros prédios", prevê.

Os novos prédios do Panamby fazem divisa com ocupações e favelas da região do Campo Limpo, onde barracos "escalam" os últimos morros verdes. O desmatamento causado pelas invasões que cercam a Vila Andrade não foram contabilizados no levantamento feito na pesquisa de Luciana Ferreira, pois os cortes de árvore, nesse caso, são feitos sem autorização. / D.Z. e R.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.