Roubos seguidos de morte: só nove casos em 31 dias

De acordo com os dados divulgados ontem pela Secretaria Estadual de Segurança Pública, o Estado de São Paulo registrou o menor número de latrocínios dos últimos dez anos no mês de agosto. Ao todo, as cidades paulistas tiveram nove casos de roubos seguidos de morte no mês passado. Até julho, este crime acumulava uma alta de 16% no Estado. Apesar da redução recorde em relação a agosto, persiste no ano uma alta de 7,3%. Entre janeiro e agosto de 2010, foram 178 ocorrências; no mesmo período deste ano, foram 191.

O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2011 | 03h01

A cidade de São Paulo registrou, nos primeiros oito meses deste ano, 54 casos. Em agosto, foram três latrocínios: um na Lapa, na zona oeste, um na Cidade AE Carvalho e um no Jardim Aricanduva, ambos na zona leste.

As Polícias Civil e Militar afirmam que houve intensificação no combate de roubos - de forma geral - e latrocínios, em particular. Segundo as estatísticas, na capital, os latrocínios estão em queda de 5,08% nos primeiros oito meses, em relação ao mesmo período do ano passado. O delegado-geral de Polícia Civil, Marcos Carneiro Lima, afirma que a orientação geral à população é para que não haja reação a uma tentativa de roubo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.