Roubos de carros acabam em morte na zona sul de São Paulo

Crimes aconteceram nos bairros do Jabaquara e São João Clímaco

Pedro da Rocha e Ricardo Valota, do estadão.com.br

20 Agosto 2010 | 03h15

SÃO PAULO - Dois roubos de veículos terminaram em morte na noite desta quinta-feira, 19, na zona sul da capital paulista.

No primeiro caso, ocorrido por volta das 19 horas, um homem atirou e matou um frentista durante o roubo de um Ford Ka, ano 2009, no auto posto Atlanta, localizado na altura do nº 2.200 da Estrada das Lágrimas, região de São João Clímaco. Segundo a Polícia Militar, durante a ação, o ladrão atirou, ferindo um frentista.

Ferida, a vítima foi levada para o pronto-socorro de Heliópolis, onde, segundo a 1ª Companhia do 46º Batalhão, teria morrido. O caso foi registrado no 95º Distrito Policial, de Heliópolis.

Até o início da madrugada desta sexta-feira, 20, ninguém havia sido preso e nem o carro havia sido encontrado.

Meia hora depois, um bandido morreu e um segundo foi preso após o roubo de um Mercedes Classe A na Avenida Engenheiro Armando de Arruda Pereira, região do Jabaquara.

Quatro homens roubaram o Mercedes Classe no início da avenida; e, na fuga, bateram o carro na altura do número 4700. Testemunhas disseram que três ladrões fugiram e abandonaram o carro.

Um quarto ladrão teria sido ferido pelos próprios comparsas e chegou a ser encaminhado ao pronto-socorro do Jabaquara, mas não resistiu e morreu.

Os outros ladrões fugiram para uma favela da região, foram perseguidos e um acabou preso. Os outros dois permanecem desaparecidos. O caso foi encaminhado ao 35º Distrito Policial, do Jabaquara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.