Roubo de veículos em Pinheiros cresce 141,7% em 5 meses

Problema aumentou em distritos perto das Marginais; em todo o Estado, crimes contra o patrimônio tiveram alta

William Cardoso e Daniel Trielli, O Estado de S.Paulo

28 de junho de 2011 | 00h00

Pinheiros teve crescimento de 141,7% no roubo de veículos entre abril e maio. A tendência de alta foi seguida também por outros bairros que são vizinhos das Marginais, incluindo Belém (250%), Nossa Senhora do Ó (169,2%) e Limão (158,3%).

Perguntado se a proximidade com as Marginais pode estimular o aumento no número de roubos de veículos nesses bairros, por ser uma rota de fuga, o delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Carneiro, observou que isso é possível. "Há uma logística por trás desse tipo de crime. Mas pode ter sido algo sazonal, um pico. Ainda não temos como avaliar."

O número de furtos também aumentou em parte dos bairros próximos da Marginal, como no Limão (200%) e no Bom Retiro (175%), embora tenha caído 75% em Pinheiros, o que pode indicar uma migração para os roubos. Segundo Carneiro, é importante que as vítimas façam a notificação dos roubos e furtos para oferecer subsídio à polícia sobre onde e como ela deve atuar.

Os crimes contra o patrimônio foram os que apresentaram a maior alta em todo o Estado, embora o número de roubos tenha se mantido estável (queda de 0,84%). O destaque negativo ficou com o crescimento no número de furtos e roubos de veículos de forma geral. Em comparação com os cinco primeiros meses de 2010, cresceram 8,77% e 10,16%, respectivamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.