Roubo cresce e homicídio cai em SP

Números de criminalidade em novembro mostram aumento dos dois principais crimes contra o patrimônio; queda de assassinatos é recorde

Alexandre Hisayasu, O Estado de S Paulo

23 de dezembro de 2015 | 22h56

Os crimes de roubo aumentaram mais de 12% no mês passado, tanto no Estado quanto na capital paulista, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo as estatísticas criminais divulgadas pela Secretaria da Segurança Pública no fim da tarde de ontem. Os registros de homicídios mantiveram a tendência de queda apresentada desde o início do ano.

Ao contrário do que vinha fazendo nos meses anteriores, o secretário da Segurança, Alexandre de Moraes, divulgou a estatística completa e não convocou entrevista. Até então, ele divulgava os números favoráveis primeiro. Depois, comentava sobre os demais índices.

Segundo a secretaria, a ampliação do ponto facultativo também para o período matutino da véspera do Natal impossibilitou a entrevista. Nas estatísticas constam que, em novembro de 2015, foram registrados 13.864 roubos na capital, ante 12.338 no mesmo mês do ano passado – aumento de 12,3%. No Estado, foram 27.082 em comparação com 23. 609 ; o que significa uma alta de 14,7%.

Queda histórica. Já os homicídios, segundo a Secretaria da Segurança Pública, vem apresentando quedas históricas nos índices. Em novembro do ano passado, foram 87 casos na capital, ante 81 no mesmo período deste ano. Queda de 6,9%. No Estado, os números são mais expressivos: queda de 16,6%; 361 casos em novembro de 2014 e um total de 301 no mesmo período de 2015.

Segundo a pasta, o Estado bateu pela segunda vez o recorde na redução da taxa de homicídios dolosos, com 8,8 casos para cada 100 mil habitantes nos 11 meses deste ano. O índice está abaixo do considerado endêmico pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 10 casos por 100 mil habitantes. No mês passado, a taxa foi de 8,94/100 mil habitantes.

Os roubos a banco também apresentaram queda expressiva. No Estado, foram 23 casos em novembro do ano passado ante 11 no mesmo período de 2015 – uma queda de 52,2%. Na capital, os índices tiveram redução de 79%. De 12 para 3.

 

Latrocínios. Os latrocínios (roubos seguido de morte) apresentaram queda de 20,44% entre janeiro e novembro na comparação com o mesmo período de 2014, na capital. Caíram de 137 para 109 casos. Comparando apenas o mês de novembro, o índice se manteve estável, com 12 ocorrências em ambos os anos. Os furtos subiram no Estado e na capital. No primeiro, o aumento foi de 5,2%: 39.591 casos em novembro do ano passado e 41.677 no mesmo período de 2015. A cidade de São Paulo teve alta de 2,43%: 15.105 ante 14.746.

Mais conteúdo sobre:
NatalSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.