Roteiro vai revelar obras de Niemeyer nas ruas da cidade

A partir de fevereiro, guias bilíngues vão levar grupos de metrô até algumas das principais construções do arquiteto espalhadas por SP

ARTUR RODRIGUES, O Estado de S.Paulo

13 Janeiro 2013 | 02h04

Dois meses depois da morte de do arquiteto Oscar Niemeyer, São Paulo vai ganhar a partir de 3 de fevereiro um roteiro guiado pela obra do mestre das curvas. O passeio será gratuito e deve acontecer todo domingo, às 9 horas.

A homenagem ao modernista mais famoso do Brasil será parte do projeto Turismetrô, coordenado pela São Paulo Turismo (SPTuris), no qual guias bilíngues realizam passeios pela cidade com auxílio do metrô.

De acordo com Marcelo Rehder, presidente da SPTuris, a ideia surgiu depois da morte do arquiteto, em 5 de dezembro.

O roteiro final ainda está em fase de formatação por técnicos da SPTuris. Por enquanto, segundo a empresa, a ideia é que o passeio fique restrito aos prédios de Niemeyer do centro da cidade.

Os mais famosos são o Copan, no centro, e o Memorial da América Latina, na zona oeste. "Como não há metrô perto, o Parque Ibirapuera deve ficar fora dessa vez", adiantou Rehder.

Algumas das obras de Niemeyer podem passar despercebidas pela população. Na capital, são pelo menos nove. Entre os prédios do centro assinados pelo arquiteto estão o Eiffel, o Montreal e o Triângulo. Na entrada dos dois últimos prédios, é possível ainda apreciar painéis do pintor Cândido Portinari.

Algumas obras do arquiteto na capital são datadas da década de 1950, quando São Paulo passava por um período de prosperidade financeira.

Confirmada no roteiro, a obra mais antiga é o Memorial da América Latina, complexo arquitetônico inaugurado em 1989.

Além das obras de Niemeyer, haverá um extra: o passeio passará na frente de mais de dez prédios modernistas. Em alguns dos locais, os participantes poderão entrar nos edifícios.

Para participar do passeio, basta se inscrever com 20 minutos de antecedência no balcão do Turismetrô da Estação Sé. O único custo é o do bilhete de metrô (R$ 3) - é preciso apenas um para o passeio todo.

Roteiros. O tour que seguirá os rastros de Niemeyer, morto aos 104 anos em dezembro, será o sexto roteiro do Turismetrô. Atualmente, o projeto já tem passeios pelas regiões da Praça da Sé, Avenida Paulista, Luz, Liberdade e Praça da República.

Além dos roteiros fixos, há outros que acontecem em datas especiais. Segundo Marcelo Rehder, no próximo dia 25 de janeiro, aniversário da cidade de São Paulo, será realizado um passeio especial mostrando pontos históricos da cidade.

As atrações podem ser vistas todos os sábados e domingos de manhã, sempre às 9h, e à tarde, às 14h. A única exceção são os dias de chuva, quando os passeios não acontecem.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.