Divulgação
Divulgação

Roteiro de bares no Ipiranga

Uma seleção com alguns dos melhores endereços da região para beber e petiscar

O Estado de S. Paulo

27 de agosto de 2015 | 19h43

Para ajudar a matar a fome e molhar a garganta de moradores e visitantes do Ipiranga, há uma vasta e variada oferta de bares, dos mais arrumadinhos aos com jeito e alma de botequim. Veja uma seleção com alguns dos endereços bacanas da região, para beber e petiscar. Tem outras sugestões? Anote nos comentários ou mande sua foto com as hashtags #bairrossp e #ipiranga.

Espetinhos: no Bar do Dodô (R. Moreira e Costa, 515 ), quem recorre aos espetinhos em geral aguarda os pedidos na companhia de uma cerveja gelada. O dono é um simpático ex-funcionário do Colégio S. Francisco (um dos mais tradicionais do bairro). Ele comprou o boteco em frente à escola e hoje recebe desde ex-alunos até os pais dos atuais. 

Botequins arrumadinhos: o Bar do Nico (R. Moreira e Costa, 538) atrai pelo chope bem tirado e os chamados "canapés à moda germânica". Tem fãs cativos, por exemplo, o que leva o nome de D. Pedro I (linguiça moída, mostarda, molho inglês e azeitonas). Outra sugestão é a porção de bolinho de carne (três unidades). Às quartas e aos sábados, serve feijoada. No Santo Cristo (Rua Lorde Cockrane, 320), a picanha na chapa é bem caprichada. As cervejas artesanais e a boa carta de drinques preparam o paladar no Coronel Santinho (Rua Visconde de Pirajá - 155), tem dadinho de tapioca e queijo de coalho e bolinho de feijoada. 

Frutos do mar: o Baixo Gávea é um simpático bar de esquina (da R. Costa Aguiar com a R. Brigadeiro Jordão) que serve feijoada de frutos do mar. As porções de lula frita e os bolinhos de bacalhau e de camarão fazem bom par com as cervejas de garrafa (700 mililitros, na temperatura certa). Às quintas, tem música ao vivo.

Cervejas especiais: para rótulos nacionais e importados, tente o Venezas (R. Briagadeiro Jordão, 294) ou o Bar do Magrão (R. Agostinho Gomes, 2988). O primeiro tem quase 25 anos de existência, poucas mesas e o dono, Junior, se aproxima de cada um dos clientes pessoalmente. O petisco chefe é o bolinho de camarão. No Bar do Magrão, uma das 140 cervejas pode acompanhar os pratos emitidos pela cozinha da Cantina do Magrão (as receitas da casa-irmã, que fica ao lado, podem ser comidas no boteco). 

Acepipes: na esquina da Brigadeiro Jordão com a Cipriano Barata, o Boteco São Jorge (R. Cipriano Barata, 1913) recebe a clientela com chope bem tirado e um farto balcão de frios. Faça seu prato, pegue uma mesa na calçada e aprecie o clima do bairro.

Tudo o que sabemos sobre:
BairrosSPIpirangaBares

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.