Rosto de Adoniran estampa semáforo

Sinais com silhueta do músico estão no Bexiga

Edison Veiga, O Estado de S.Paulo

26 Novembro 2013 | 02h09

Eternizado por canções-símbolo de São Paulo, como Trem das Onze e Saudosa Maloca, o compositor Adoniran Barbosa (pseudônimo de João Rubinato, que viveu entre 1910 e 1982) acaba de ser homenageado com semáforos para pedestres estilizados no bairro do Bexiga, no centro da capital paulista.

A sinalização especial foi instalada na sexta-feira pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Ao todo, são 18 focos semafóricos para travessia de pedestres com a silhueta do músico, todas no bairro que se tornou cenário e personagem de muitas de suas canções. A sinalização pode ser vista na Rua Rui Barbosa, nos cruzamentos com as Ruas Conselheiro Carrão e Manoel Dutra.

Outros pontos. Antes do Bexiga, ganharam sinalização especial outros 12 locais paulistanos: Monumento às Bandeiras (Parque do Ibirapuera), Masp (Museu de Arte de São Paulo), Teatro Municipal, Edifício Copan, Mosteiro de São Bento, Edifício Altino Arantes (prédio do Banespa), Pátio do Colégio, Memorial da América Latina, Estádio do Pacaembu, Mercado Municipal, proximidades da Ponte Octávio Frias de Oliveira e o bairro da Liberdade.

Em nota, a CET esclarece que a ação, que tem como objetivo divulgar pontos turísticos e históricos de São Paulo, ainda funciona "em caráter experimental".

A iniciativa começou em julho. Os primeiros faróis com figuras foram instalados na frente do Monumento às Bandeiras, próximo do Parque do Ibirapuera.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.