Rompimento de adutora alaga Rua São Caetano

O rompimento de uma tubulação da Sabesp na região central, na madrugada de ontem, deixou ruas alagadas e 15 mil pessoas sem água. Famosas pelos artigos para noivas, lojas da Rua São Caetano, perto da Avenida do Estado, foram atingidas. E moradores chegaram a ficar ilhados. A obra de manutenção, segundo Sabesp, seria encerrada no início da noite de ontem.

FABIANO NUNES, O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2012 | 03h08

A tubulação se rompeu por volta das 2h20 e em poucos minutos alagou um restaurante. "Em dez minutos, a água entrou pelo salão da lanchonete", conta Laelton Guimarães, de 21 anos, que mora em cima do estabelecimento. "Tive de arrastar os freezers para não perder os equipamentos e as bebidas. A sorte é que estava aqui e desci correndo."

Segundo o gerente da unidade Sé da Sabesp, Carlos Alberto Aparecido, a tubulação que se rompeu tem 60 centímetros de diâmetro e três metros de extensão. "Só podemos analisar os motivos da ruptura após fazer perícia no equipamento." Durante a manutenção, os técnicos encontraram um trilho de bonde, que circulava na região da Rua São Caetano. "Isso dificultou um pouco a obra", contou Aparecido.

A Companhia de Engenharia de Tráfego interditou a São Caetano. Por causa do acidente, o trânsito ficou complicado todo o dia. A Avenida do Estado registrar 4 km de lentidão.

Em nota, a Sabesp pediu desculpas pelos transtornos e prometeu indenizar todas as pessoas que tiveram prejuízos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.