'Rolezinho' faz zoológico fechar mais cedo em Sorocaba

Cerca de 300 jovens protestaram em frente à entrada depois que as atividades foram encerradas, às 15h, mas não houve incidentes

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

29 Setembro 2014 | 09h47

SOROCABA - Um "rolezinho" - encontro de adolescentes marcado pelas redes sociais - obrigou a administração do Zoológico Municipal Quinzinho de Barros, em Sorocaba, no interior paulista, a fechar duas horas mais cedo no domingo, 28. Cerca de trezentos jovens se reuniram na frente do zoo e se preparavam para entrar no parque quando os portões foram fechados, às 15h. Os visitantes que estavam no interior do zoo foram orientados a se deslocar para fora. 

Os adolescentes ocuparam a rua em frente ao portão principal e protestaram, mas não houve incidentes. Policiais militares e guardas municipais acompanharam a mobilização.

O zoo recebe cerca de dois mil visitantes aos domingos. A administração informou que decidiu encerrar a visitação mais cedo para evitar tumultos que pudessem por em risco os visitantes e os animais.

Desde o final de agosto, está suspensa a cobrança de ingresso para entrada no zoológico em razão do fim do contrato com a operadora - uma licitação está em andamento. O parque reabre nesta terça-feira, 30, já que às segundas-feiras o zoológico não funciona.

Na cidade, três shoppings obtiveram liminares na Justiça que impedem os "rolezinhos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.