Rodovias seguem com tráfego intenso na volta do feriado

Régis, Raposo e Imigrantes apresentam congestionamento; Rio-Santos opera no sistema pare e siga devido a queda de barreira

Priscila Trindade, estadão.com.br,

24 de abril de 2011 | 16h43

As rodovias paulistas seguem com tráfego intenso na tarde deste domingo, 24. Os motoristas enfrentam congestionamentos em muitos pontos devido a folga do feriado prolongado de Tiradentes e Páscoa.

 

A Rodovia Régis Bittencourt registra congestionamento do km 387 ao km 370, na região de Miracatu, no sentido São Paulo. Ainda no sentido de São Paulo, há lentidão do km 358 ao km 343 , na Serra do Cafezal, e do km 281 ao km 280, em Embu das Artes. No trecho da Serra do Cafezal, o acostamento está liberado para o trânsito de veículos entre o km 349 e o km 340, para auxiliar na fluidez do tráfego. Também foi montada uma faixa reversível no km 337, utilizando uma faixa do sentido Curitiba. No sentido Curitiba, existe morosidade entre o km 330 e o km 331, na região de Juquitiba.

 

A Raposo Tavares registrada perto das 16 horas 1,8 km de lentidão, sentido capital, da Avenida Benjamim Mansur até a Rua Alvarenga.

 

Já na Rodovia dos Imigrantes o tráfego é lento dos km 70 ao km 65 e no planalto do km 40 ao km 32. No trecho de serra não há lentidão. Na Via Anchieta norte, o tráfego é intenso, mas sem pontos de parada.

 

RIO-SANTOS

 

A Rodovia Rio-Santos opera no sistema pare e siga em dois pontos da via e o trânsito flui alternadamente por uma das faixas. Queda de barreira interditou totalmente a via desde 13h45. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), os bloqueios ocorrem no km 151 e 159, em São Sebastião, no litoral. A Rio-Santos registrava trânsito carregado do km 214 ao 211, na região da Riviera de São Lourenço.

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitoferiadoestradasrodovias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.