Rodovias paulistas registram 34 mortes durante o feriado do Dia do Trabalho

Foram 1.215 acidentes computados ao longo dos 22 mil quilômetros de rodovias estaduais

Gheisa Lessa - Central de Notícias,

02 de maio de 2012 | 12h26

São Paulo, 2 - Trinta e quatro pessoas morreram nas rodovias do Estado de São Paulo durante o feriado do Dia do Trabalho, de acordo com o resultado da Operação Dia do Trabalho da Polícia Rodoviária Estadual.

A polícia destaca que nos últimos dois anos, 2011 e 2010, o feriado de 1º de Maio não foi prolongado. Em ambos os casos a data caiu no final de semana.

Foram 1.215 acidentes computados ao longo dos 22 mil quilômetros de rodovias estaduais. Número que, se comparado ao feriado prolongado da Semana Santa, sofreu redução de 21%, segundo a Polícia Rodoviária do Estado.

O número de vítimas feridas também diminuiu de 774, feridas em acidentes do último feriado, para 567. O número de vítimas fatais também caiu de 41, para 34, de uma operação para outra, concretizando redução de 17%.

Do total de vítimas fatais, segundo agentes da polícia, 38,2% das mortes decorreram de acidentes do tipo colisão frontal e atropelamentos, cujo comportamento imprudente de alguns condutores e a falta de adoção de ações seguras por parte dos pedestres, resultaram nessas fatalidades. Outros 14,7% das mortes decorreram de acidentes do tipo choque, no qual o veículo colide com obstáculo parado.

A Operação Dia do Trabalho 2012 transcorreu sob período de chuvas fortes em todo o Estado de São Paulo, condições nas quais são necessárias medidas preventivas ao conduzir um veículo, aleta a polícia, a fim de evitar e prevenir acidentes.

Tudo o que sabemos sobre:
acidentesrodovias de SPferiado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.