Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Rodovia Rio-Santos continua interditada no litoral de São Paulo

Chuvas começaram na noite de terça-feira, 23, e provocaram 12 pontos de deslizamento na rodovia

Reginaldo Pupo, Especial para o Estado

25 Dezembro 2014 | 10h11

São Sebastião - A Rodovia Rio-Santos segue interditada no trecho da Costa Sul de São Sebastião, no litoral norte paulista, na altura da Praia de Toque-Toque Pequeno (km 147,8), devido ao risco de parte da pista ceder após as intensas chuvas que atingiram a região desde a última terça-feira (23).


Com isso, os bairros da Costa Sul estão isolados da região central da cidade. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), não há previsão de liberação da pista, já que há necessidade de uma avaliação técnica do local. Além de a erosão ter comprometido metade da pista no sentido bairro-centro, há um poste de energia caído no lugar. O órgão recomenda cautela aos motoristas que trafegarem pela Rio-Santos, por causa dos riscos de novos deslizamentos, já que o solo ainda está encharcado.

Com a interdição, quem sair de São Paulo ou interior em direção às praias de Boraceia, Jureia, Barra do Una, Juquehy, Barra do Sahy, Baleia, Cambury, Boiçucanga, Maresias, Paúba, Santiago deve seguir pela Rodovia Mogi-Bertioga ou Anchieta-Imigrantes.

Já quem pretende seguir para as praias Toque-Toque Pequeno, Calhetas, Toque-Toque Grande, Guaecá, Barequeçaba, Pitangueiras, Praia Grande, centro e praias da Costa Norte, deverá utilizar a Rodovia dos Tamoios, que liga São José dos Campos a Caraguatatuba. O sistema Ayrton Senna/Carvalho Pinto e a Rodovia Presidente Dutra têm acessos à Tamoios e Mogi-Bertioga.

A Defesa Civil informou que nenhum morador ou turista está desalojado. Ao menos 70 pessoas tiveram que deixar suas casas, já que a água atingiu até dois metros de altura em alguns bairros. Muitas pessoas saíram com a roupa do corpo e documentos e ficaram em casas de famílias. Algumas famílias foram resgatadas por surfistas, que usaram pranchas de surfe.

A chuva, que caía intensamente sobre a região de forma ininterrupta por dois dias seguidos cessou e o sol voltou a aparecer na manhã desta quinta-feira (25), mas a Defesa Civil continua em estado de alerta. / COLABOROU STEFÂNIA AKEL

Mais conteúdo sobre:
ChuvaEnchenteSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.