Sérgio Neves/AE
Sérgio Neves/AE

Rodovia afunda e deixa motoristas presos no Pará

Centenas de motoristas ficaram impedidos de passar no trecho que liga Sapucaia e Xinguara

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

30 Abril 2009 | 15h29

Um trecho da rodovia PA-150, entre Sapucaia e Xinguara, no sul do Pará, afundou em razão das chuvas. Por causa do afundamento, centenas de motoristas estão impedidos de passar pelo trecho desde a quarta-feira, 29. O trânsito foi restabelecido de forma precária, na manhã desta quinta, depois que máquinas de uma empreiteira contratado pelo governo estadual lançaram várias carretas com brita na cratera.

 

O afundamento aconteceu na altura do km 606 e interditou toda a extensão da pista. A fila de veículos atingiu mais de 10 km. Motoristas e caminhoneiros que seguiam em direção a Marabá passaram a noite no local.

 

O motorista Odécio Francisco Severiano, que seguia em direção a Minas Gerais, chegou no local às 11 horas de quarta. Ele só pode seguir viagem ao meio-dia de quinta-feira. "É a primeira vez que pego carga para cá e espero não voltar mais."

 

A PA-150 está cheia de crateras e com vários pontos sob risco de interdição desde Marabá até Paraupebas. Várias pontes correm risco de desabar. A rodovia é usada para escoar minérios, por isso recebe tráfego pesado. A empreiteira alegou que, por causa das chuvas, não dá conta de tapar os buracos.

Mais conteúdo sobre:
estradas interdição Pará

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.