Rodoanel Norte terá lote pronto em 2013

Edital a ser publicado hoje prevê entrega de trecho de 11 km em até 16 meses

Anne Warth, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2011 | 00h00

O governo do Estado de São Paulo publica hoje o edital de licitação do Trecho Norte do Rodoanel. As obras, que totalizam 43,86 km, serão divididas em 6 lotes, com 7 túneis e 111 pontes e viadutos - chamadas de Obras de Arte Especiais (OAE) na licitação. Um dos trechos, passando por Guarulhos e Arujá, deve ficar pronto já em 2013.

Os cinco primeiros lotes terão prazo de conclusão de 32 meses. Mas o Lote 6 (o maior, com 11,96 km), passando por Guarulhos e Arujá, terá obras mais rápidas. O trecho vai ligar a Dutra ao Trecho Leste. Por ser o único sem túneis, terá prazo de 16 meses para ser concluído.

No trajeto entre o Trecho Oeste e a Rodovia Fernão Dias, o Trecho Norte terá quatro faixas. Entre a Fernão Dias e a Via Dutra, serão três faixas. A velocidade máxima será de 100 km/h. De acordo com o governo paulista, 65 mil veículos deverão circular diariamente pela via - 30 mil caminhões. A estimativa é de que 17 mil deles deverão deixar de circular na Marginal do Tietê.

O Lote 1 terá extensão de 6,42 km, com início na Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, no fim do Trecho Oeste - com um túnel de 1.150 metros. O Lote 2 terá 4,88 km e dois túneis: um com 350 metros, outro com 850 metros. O Lote 3 terá 3,62 km, dois túneis, um com 1.650 metros e outro com 1.070 metros. O Lote 4 terá 9,10 km, passará por São Paulo e Guarulhos e fará a intersecção com a Rodovia Fernão Dias. O Lote 5, em Guarulhos, terá 7,88 km e um túnel de 1.087 metros. Todos os lotes terão gerenciamento individualizado e auditoria externa.

Prazos. O início das obras está previsto para março de 2012. A estimativa é de que o Trecho Norte seja concluído em novembro de 2014. O custo total, de R$ 6,51 bilhões - R$ 1,72 bilhão do governo federal, R$ 2,79 bilhões do governo de São Paulo e R$ 2 bilhões obtidos por meio de empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) - inclui projeto, desapropriações, reassentamentos e compensações ambientais, entre outras despesas.

O aviso de pré-qualificação será publicado na edição de hoje do Diário Oficial do Estado e em jornais. A íntegra dos editais estará no site da Dersa (www.dersa.sp.gov.br) e no site de negócios do governo paulista (www.e-negociospublicos.com.br). Poderão participar da concorrência empresas com sede em 49 países, incluindo EUA, Canadá, Japão, Coreia e China. As interessadas terão 90 dias para acertar a documentação. A licitação seguirá as regras do BID, que financia parte do empreendimento.

Cercado de polêmica, o projeto do Trecho Norte do Rodoanel obteve licença ambiental prévia pelo Conselho Estadual do Meio Ambiente, apesar das críticas dos ambientalistas e votos contrários dos representantes de ONGs. O governo promete minimizar os impactos sobre áreas da Mata Atlântica e reduzir as interferências sobre áreas de urbanização consolidada.

A obra, que deve ser a maior do governo de Geraldo Alckmin, vai destinar R$ 175 milhões para o reassentamento de 2 mil famílias em imóveis com situação fundiária irregular. As famílias poderão optar por indenização ou, se preferirem, receberão unidades habitacionais da CDHU.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.