Rodoanel ajuda, mas via precisa de reforma abrangente

O projeto apresentado anteriormente pela CET, que introduzia alterações na geometria da via e na distribuição das faixas de tráfego, implementando faixas exclusivas para caminhões à esquerda, por certo, está desatualizado. Naquela época, o Rodoanel não estava executado e todo tráfego de caminhões que se destinava ao litoral, bem como ao ABC e à região leste, tinha de transitar pela Avenida dos Bandeirantes. Hoje, com o Rodoanel pronto, não tem sentido implementar aquele projeto. O contexto é outro.

Análise: Ivan M. Whately, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2010 | 00h00

Uma simples restauração da Avenida dos Bandeirantes, adequando-a às características que esta via terá futuramente após a conclusão do importante eixo da Avenida Jornalista Roberto Marinho, não é uma medida apropriada para a situação atual. As obras de prolongamento da Roberto Marinho vão levar no mínimo dois anos e meio para terminar. O tráfego da Bandeirantes melhorou, mas merece adequações às novas características desse importante eixo que não podem se resumir ao simples recapeamento, sinalização e paisagismo.

É COORDENADOR DA DIVISÃO DE TRANSPORTE METROPOLITANO DO INSTITUTO DE ENGENHARIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.