Rodízio será suspenso e ônibus devem estender trajeto até o centro Trabalhadores desrespeitaram TRT em 2006

A Prefeitura anunciou na noite de ontem que, caso se confirme a greve, estará automaticamente suspenso o rodízio de veículos na capital. E sugeriu aos paulistanos "evitar deslocamentos desnecessários".

NATALY COSTA, O Estado de S.Paulo

23 de maio de 2012 | 03h02

A São Paulo Transporte (SPTrans) também informou que vai colocar em ação o Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese). Todos os 15 mil coletivos estarão nas ruas - a frota completa só é utilizada nos horários de pico.

O Paese deve facilitar a chegada sobretudo ao centro: todas as linhas que levam a estações de trem serão estendidas até a região da Praça da Sé. Por exemplo: a Linha 177-X, que leva do Jardim Peri Alto, na zona norte, até o Metrô Vila Madalena, na zona oeste, seguirá até o centro. Não serão ônibus extras gratuitos, mas sim as linhas existentes fazendo percurso prolongado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.