Riqueza nas mãos de poucos

Os pouco mais de 5 mil habitantes de Jequitibá, a 110 km de Belo Horizonte, se espantaram com os dados do IDHM. Por um lado, pela notícia de que a renda per capita foi de R$ 317,08 para R$ 1.007,03, entre 2000 e 2010. Mas também pela má notícia: 75,3% da riqueza está nas mãos de 10% da população, o que a torna a mais desigual do País entre as com renda acima de R$ 1 mil. "Não sabemos onde está essa riqueza", afirmou o prefeito Humberto Campelo Reis (PSDB). Para o pesquisador Fernando Martins Prates, um dos coordenadores do IDHM, uma das explicações é que Jequitibá passou a ser procurada para a construção de sítios de luxo. Para Humberto Reis, a vida melhorou. "Cortava cana para um engenheiro que trabalha na prefeitura e hoje é ele quem trabalha para mim". / MARCELO PORTELA

JEQUITIBÁ (MG), O Estado de S.Paulo

04 de agosto de 2013 | 02h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.