Rio sobe 5 metros e isola bairros em Itapetininga

Às margens do rio Itapetininga dezenas de casas e ranchos de pesca ficaram sob as águas; na área urbana da cidade, Defesa Civil identificou 60 famílias em áreas de risco

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

18 Janeiro 2011 | 18h35

SOROCABA - Bairros rurais de Itapetininga, na região de Sorocaba, estavam isolados nesta terça-feira, 18, em consequência das chuvas intensas que atingem o município. O rio Itapetininga subiu até cinco metros em alguns pontos, deixando submersos pastos e lavouras. No bairro do Porto, na margem do rio, dezenas de casas e ranchos de pesca ficaram sob as águas.

 

Alguns imóveis estavam apenas com o telhado fora da água, que atingia também a copa das árvores. De acordo com a prefeitura, as casas foram construídas em área ambiental, a menos de 50 metros das margens do rio. Donos de fazendas na região tiveram de remover o gado para evitar que fosse arrastado pela enchente.

 

Na área urbana, a Defesa Civil identificou 60 famílias em áreas de risco. As casas foram construídas em terrenos irregulares, à margem de córregos ou em áreas de preservação permanente. A prefeitura, que já transferiu 71 famílias para projetos habitacionais nos últimos anos, enfrenta a resistência desses moradores em deixar as casas.

 

Em Lençóis Paulista, no centro-oeste do Estado, moradores continuavam em estado de alerta um dia depois da enchente que inundou a região central da cidade. Pelo menos 30 pessoas continuavam em abrigos. Com as chuvas que voltaram a cair ontem, aumentou o risco de rompimento nas barragens que represam córregos ao redor da cidade. Algumas represas sofreram erosões. De acordo com o coordenador da Defesa Civil, José Antonio Marise, a prefeitura abriu sangrias nos reservatórios na tentativa de reduzir o volume de água. O rio Lençóis, que corta a cidade, continuava com o nível elevado, mas sem transbordar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.