Rio: em 20 segundos, 13 andares no chão

Implosão derrubou parte de hospital da UFRJ que começou a ser erguida na década de 1950

, O Estado de S.Paulo

20 Dezembro 2010 | 00h00

Com construção iniciada nos anos 1950, a ala sul do Hospital Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, na zona norte do Rio, foi implodida ontem por volta das 7 horas.

Foram usados 900 kg de dinamite para pôr abaixo, em 20 segundos, o prédio de 13 andares. Conhecido como "perna seca", há seis meses ele sofreu sério abalo depois que quatro colunas cederam, para pavor de pacientes, funcionários e estudantes. Técnicos concluíram que seria mais caro reformar que implodir.

Por segurança, a Linha Vermelha teve de ser interditada. Já o atendimento no hospital - referência para procedimentos de alta complexidade - havia sido interrompido no início do mês e só deverá ser retomado em janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.