Rio: após a ação da PF, 32 policiais são denunciados

O Ministério Público do Estado denunciou ontem à Justiça 22 PMs, 10 policiais civis e mais 11 pessoas investigadas na Operação Guilhotina, da Polícia Federal (PF), que derrubou o chefe da Polícia Civil, Allan Turnowski. Segundo a denúncia, os policiais formavam quatro grupos criminosos que atuavam de maneira independente, "mas sempre se utilizando das facilidades proporcionadas pelos cargos".

PEDRO DANTAS, FELIPE WERNECK e BRUNO BOGHOSSIAN, O Estado de S.Paulo

19 Fevereiro 2011 | 00h00

De acordo com o MP, o delegado Carlos Antonio Oliveira, um dos presos, "galgou altos postos na hierarquia policial, sendo o responsável por facilitar as atividades ilícitas". Também denunciado, o inspetor Christiano Gaspar Fernandes foi o pivô do indiciamento de Turnowski, sob suspeita de violação de sigilo funcional (vazamento de informação). Nesse caso, o MP ainda não definiu se vai oferecer denúncia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.