Rio Acre sobe um centímetro a cada três horas. Cheia já prejudicou 60 mil pessoas

O nível do Rio Acre sobe um centímetro a cada três horas e atingiu ontem 17,5 metros. É a segunda maior cheia desde 1997, quando bateu a marca de 17,66 metros, e o maior desastre já enfrentado pelo Estado em número de prejudicados. A estimativa é de que mais de 60 mil pessoas tenham sido afetadas - 40 mil em Rio Branco. Mais de 7 mil estão desabrigadas e cerca de 15 mil casas foram alagadas. São nove municípios em situação de emergência. Vítimas em áreas alagadas começaram a receber cestas básicas. Agentes da Força Nacional de Segurança ajudam no resgate. Onze bairros da capital estão sem energia. Ontem, o governador Tião Viana decretou ponto facultativo por causa das chuvas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.