Divulgação<br>
Divulgação

Ribeirão Preto faz bloqueio após registrar raiva animal

Há dois anos casos da doença não eram detectados no estado de São Paulo, sendo este confirmado na tarde desta quinta-feira

Rene Moreira, Especial para O Estado

16 de outubro de 2014 | 23h48

RIBEIRÃO PRETO - A Divisão de Vigilância em Saúde e Planejamento da Secretaria da Saúde de Ribeirão Preto (SP) definiu as estratégias para a realização de um bloqueio contra a raiva animal que acontecerá no sábado, 18, na região do Jardim Salgado Filho e parte do bairro Léo Gomes. A ação será em virtude da morte de um cão, no último dia 8, com o vírus da raiva.

Há dois anos casos de raiva animal não eram registrados no estado de São Paulo, sendo este confirmado pela Prefeitura de Ribeirão Preto na tarde desta quinta-feira, 16. Segundo Maria Luiza da Silveira Santa Maria, que coordena a ação contra a raiva em Ribeirão, o animal ficou doente e foi levado para uma clínica veterinária. "Ele apresentava salivação e dificuldade de deglutição", disse.

A confirmação da doença se deu através de exame realizado pelo Instituto Pasteur, da Secretaria do Estado de Saúde. "Ainda não temos a informação de como esse animal se contaminou, mas tudo leva a crer que a transmissão foi por morcego", explicou Maria Luiza.

Por isso, neste sábado, das 8h às 13h, cerca de 30 funcionários do Centro de Controle de Vetores e Zoonoses irão trabalhar, casa a casa, na região em que a doença foi detectada, vacinando os animais domésticos.

Prevenção. A Campanha de Vacinação Antirrábica em Ribeirão Preto começa no próximo dia 3 de novembro. São 67 mil doses já enviadas pelo Ministério da Saúde que serão aplicadas em diferentes bairros do município.

Tudo o que sabemos sobre:
RaivaRibeirão Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.