RG nacional deve começar a sair até outubro

Nova identidade terá cor azul clara e parecerá um cartão de crédito com chip e dados do cidadão

, O Estado de S.Paulo

07 de maio de 2010 | 00h00

As primeiras carteiras de identidade com o Número Único de Registro de Identidade Civil (RIC) serão emitidas até outubro deste ano, após quase dois anos de atraso no cronograma inicial. O último passo para isso foi dado ontem pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que por decreto estabeleceu a criação de um comitê gestor para definir detalhes do novo sistema.

O governo espera ter substituído as cerca de 150 milhões de identidades (RGs) em um prazo de nove anos. Embora as novas identificações continuem a ser de responsabilidade das Secretarias de Segurança Pública dos Estados, ao contrário de hoje as novas identidades terão um número único, cadastrado pelo Instituto Nacional de Identificação da Polícia Federal. A expectativa é de acabar com as fraudes com RGs, que resultam em perdas anuais de R$ 15 bilhões.

A nova identidade terá cor azul clara e parecerá um cartão de crédito com chip, onde estarão registrados os dados biométricos do cidadão. O documento terá ainda nome da pessoa, filiação, nacionalidade, naturalidade, data de nascimento, sexo e espaço para o CPF. Conforme a regulação definida pelo comitê gestor, o mesmo documento trará ainda números de CNH, carteira de trabalho e título de eleitor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.