Revolta popular paralisa trecho

Revoltados, os moradores da região atingida fizeram manifestação ontem e forçaram os trabalhadores da ALL a interromper os serviços de reconstrução da linha férrea no local. Foi liberada apenas a retirada da carga de milho, que se espalhou e pode causar um problema de saúde pública, com o aparecimento de roedores. A ALL paralisou os serviços, mas recorreu à Justiça. Segundo ela, colocar caminhões para fazer o trecho interditado aumentará ainda mais os riscos de acidentes na BR-163.

Chico Siqueira, Especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

28 Novembro 2013 | 02h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.