Lucas Melo
Lucas Melo

Réveillon terá praias liberadas e acessos sem barreiras no litoral de São Paulo

Não haverá controle sanitário de visitantes nem será exigida carteira de vacinação nas cidades da Baixada Santista e em São Sebastião

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

29 de outubro de 2021 | 05h00

SOROCABA – Diferentemente do que ocorreu no ano passado, quando a pandemia estava no auge, os turistas que pretendem passar o réveillon nas praias do litoral paulista este ano não vão encontrar barreiras pelo caminho. As nove cidades da Baixada Santista já decidiram que, devido ao avanço da vacinação, não haverá controle sanitário no acesso dos visitantes, nem será exigida carteira de vacinação. A mesma decisão já foi tomada por um dos quatro municípios do litoral norte: São Sebastião. Já as prefeituras de Ilhabela, Ubatuba e Caraguatatuba ainda avaliam se haverá algum controle.

No caso do litoral sul, a decisão de liberar as praias foi tomada pelo Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista (Condesb). Conforme o presidente e prefeito de Santos, Rogério Santos (PSDB), o momento atual da pandemia já não exige as barreiras sanitárias e outras cautelas. “Temos de ficar de olho no futuro e se o quadro epidemiológico não vai sofrer alteração. A decisão pode mudar caso a pandemia piore”, ponderou.

Ainda não houve consenso sobre a queima de fogos na virada do ano, espetáculo que costuma atrair muitos turistas. “Já que alguns municípios ainda não se posicionaram, vamos discutir essa questão em uma próxima reunião”, disse. As prefeituras de Santos, São Vicente, Guarujá e Bertioga já anunciaram que não haverá show de fogos artifícios na virada. Um dos objetivos é reduzir as aglomerações. “A gente sabe que muita gente vem para o espetáculo da queima de fogos e isso seria incentivar a aglomeração”, disse o prefeito de Santos.

A prefeitura de Praia Grande decidiu acompanhar Santos e também não fará queima de fogos. Cubatão e Peruíbe, no entanto, preveem espetáculos pirotécnicos. Conforme o secretário de Turismo e Peruíbe, Edilson Almeida, a queima de fogos está sendo licitada. “Será possível realizar o evento, levando em conta o número significativo de vacinados. O evento só não vai acontecer no caso de impedimentos de outras esferas, como por exemplo, decisão estadual.”

Queima de fogos em megaeventos

No litoral norte, não há previsão de barreiras ou fechamento de praias, mas a programação das festas ainda não está totalmente definida. O município de São Sebastião fará o réveillon com a tradicional queima de fogos, embora sem megaeventos como em anos anteriores à pandemia. De acordo com o prefeito Felipe Augusto (PSDB), a prefeitura não vai promover shows ou outros eventos abertos. “Nossa temporada de verão terá shows apenas com artistas locais”, disse.

A prefeitura de Caraguatatuba informou que ainda vai decidir sobre as festas de fim de ano. “Uma comissão foi montada para avaliar a retomada em relação aos eventos. Devemos ter uma definição após o feriado (de Finados)”, disse, em nota. As praias já estão abertas aos turistas, sem restrições.  

Depois de ter sido o destino mais restrito do litoral no verão passado, com controle rigoroso do acesso à ilha pelas balsas, Ilhabela já retomou os eventos náuticos e esportivos. O fluxo de turistas às praias está normal. Para definir a festa do réveillon, será realizada uma reunião após o feriado. “O planejamento de eventos no município é avaliado quinzenalmente”, informou em nota.

A prefeitura de Ubatuba informou que espera alguma definição do governo estadual acerca dos feriados do final do ano. As praias estão liberadas para os turistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.