J.F.Diório/AE
J.F.Diório/AE

Réveillon na Paulista terá shows do Capital Inicial e Banda Hori

Completam apresentação, que terá queima de fogos de 15 minutos, da escola de samba Rosas de Ouro, Fábio Júnior, Barra de Saia e Zezé di Camargo e Luciano

Renan Carreira, Agência Estado

07 Dezembro 2010 | 13h37

SÃO PAULO - A 14ª edição do réveillon na Avenida Paulista vai contar com seis shows, de acordo com anúncio feito nesta terça-feira, 7, pela Prefeitura de São Paulo. Em um palco de 800 metros quadrados, o público poderá curtir, a partir das 20h30 do dia 31 de dezembro, as apresentações da banda Barra da Saia, Fiuk e banda Hori, Fábio Júnior e Zezé di Camargo e Luciano.

 

No momento da virada está prevista 15 minutos de queima de fogos. Após a virada, será a vez da banda Capital Inicial e da escola de samba Rosas de Ouro, campeã do carnaval paulista em 2010. Ao longo da Avenida Paulista, 13 torres com painéis eletrônicos e sistema de som vão fazer a transmissão ao vivo do que estiver rolando no palco.

 

O tema deste ano será "São Paulo, a nossa obra de arte", escolhido, segundo a organização do evento, para "comemorar o feito de cada um dos habitantes desta metrópole, que, de alguma maneira, transformam a cidade de São Paulo". O tema é inspirado na frase "a arte da vida consiste em fazer da vida uma obra de arte", de Mahatma Gandhi. O mestre de cerimônia da festa será o ator Luigi Baricelli, que comandará a contagem regressiva para a chegada de 2011.

 

A festa deve reunir mais de dois milhões de pessoas. O prefeito Gilberto Kassab (DEM) disse que, neste ano, o investimento total no Réveillon na Paulista foi da iniciativa privada. Segundo ele, isso permitiu que a prefeitura investisse mais no Natal Iluminado. Ao todo, a prefeitura vai gastar R$ 6 milhões nas festividades do fim de ano. "A cada ano, existe um grande esforço para melhorar as condições de conforto para aqueles que vão passar o Réveillon na Paulista ou em outros pontos da cidade. Espero que possamos nos superar e fazer o melhor possível para a cidade", disse Kassab.

 

O presidente da São Paulo Turismo (SPTuris), Caio Luiz de Carvalho, contou que, neste ano, haverá uma webcam na altura do Masp voltada para o palco da festa. No endereço EarthCam será possível acompanhar o evento pela internet, no mundo inteiro.

 

Segurança. Para garantir a festa do público, haverá um esquema especial de segurança. A Polícia Militar (PM) vai bloquear a Avenida Paulista com grades e fará vistoria em todos os acessos à avenida. Ficarão responsáveis por esse serviço 2.900 homens da PM, da Guarda Civil Metropolitana (GCM), da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e seguranças contratadas pela empresa à frente da realização do evento. O público ainda poderá contar, segundo a organização do evento, com dez pontos de atendimento médico.

 

Serviços. De acordo com a organização do evento, o Metrô será a melhor opção para chegar à festa. O sistema vai operar durante toda a madrugada do dia 31 para o dia 1º nas linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha, com as estações abertas para embarque e desembarque até as 2 horas da manhã. Após esse horário, as estações Paraíso, Brigadeiro e Consolação da Linha 2 ficarão abertas para embarque, enquanto as demais continuarão funcionando para desembarque. A estação Trianon-Masp será fechada às 19 horas do dia 31 e reaberta às 4h40 do dia 1º.

 

A comercialização de bebidas e lanches ficará por conta de 80 barracas que serão montadas na avenida entre a Rua Ministro Rocha Azevedo e a Alameda Campinas. Assim como em 2009, será possível efetuar o pagamento por meio de cartões de débito e crédito. Após o evento, 300 pessoas farão a limpeza da avenida.

Mais conteúdo sobre:
Reveillon Paulista festa fim de ano

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.