Réveillon na Paulista téra mais de seis horas de show

Entre as atrações estão a banda Tihuana, Mc Leozinho, Lulu Santos e a Escola de Samba Mocidade Alegre

29 de dezembro de 2007 | 13h29

Já está tudo pronto para a virada do ano na Avenida Paulista. De acordo com a idealizadora e organizadora do evento, a Playcorp Promoções e Entretenimento, a 11.ª edição deve reunir mais de 2 milhões de pessoas e terá mais de seis horas de duração. A festa conta com o apoio da Prefeitura de São Paulo e terá abertura às 20h com apresentação do artista Cacau Brasil que fará uma homenagem a capital paulista.   O evento terá ainda a participação da banda Tihuana, do sucesso Tropa de Elite, seguido por Mc Leozinho. O cantor Leonardo irá comandar o momento mais esperado do evento, a contagem regressiva. Logo em seguida, Lulu Santos comanda o primeiro show de 2008 com seus maiores sucessos, e a festa termina em samba, com a apresentação da Escola de Samba Mocidade Alegre.   Transporte   O trânsito da Avenida Paulista será interditado a partir das 12h de 31 de dezembro e voltará a sua normalidade a partir das 5h do dia 1º de janeiro, portanto, a melhor maneira de chegar ao evento é pelo Metrô. O sistema operará ininterruptamente suas três linhas durante a madrugada do dia 1º, com as estações abertas para embarque e desembarque até as 2 horas da madrugada.   Após este horário, as estações Paraíso e Clínicas ficarão abertas para embarque, enquanto as demais estações continuam funcionando para desembarque. As estações Trianon e Consolação serão fechadas às 19h do dia 31, e reabertas às 4h40 do dia 1º. O Metrô solicita que os usuários adquiram antecipadamente o bilhete de volta.   Segurança e estrutura   A segurança da festa será feita por 2 mil homens entre Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana e seguranças particulares contratados pela Playcorp. As equipes também contarão com o apoio de viaturas, motos, helicóptero Águia, Bases Comunitárias e um sistema instalado pela produção do evento que inclui oito câmeras com alcance de 1km cada, que serão distribuídas ao longo da Avenida Paulista.   Dez ambulatórios com médicos e enfermeiros de plantão serão instalados em pontos estratégicos da Avenida Paulista, incluindo ambulâncias e UTIs móveis.   O evento conta também com 80 pontos de venda de alimentos e bebidas variadas ao longo da Avenida.   Dicas   A Polícia Militar recomenda que as pessoas carreguem apenas um único documento de identificação, como RG e CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Dinheiro também deve ser levado apenas o suficiente para o consumo de bebidas e alimentos e é aconselhável evitar a utilização de cartões de créditos.

Tudo o que sabemos sobre:
São PauloPaulistaréveillon

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.