Retrospectiva (I): Fatos irrelevantes que marcaram 2012

Gilberto Kassab abriu o ano comemorando a "meia-implosão" do antigo Moinho Central de SP;

O Estado de S.Paulo

27 de dezembro de 2012 | 02h04

Angela Merkel localizou Berlim no mapa da Rússia em visita a colégio na Alemanha;

Michel Temer extraiu a vesícula;

A Johnnie Walker comprou a Ypióca;

Chico Buarque confessou o "hábito" de fazer xixi sob as pontes do Rio Sena, em Paris;

Geraldo Alckmin revelou a Luciana Gimenez que faz questão de passar a ferro de próprio punho os colarinhos de suas camisas;

Botucatu ganhou uma estátua do chupa-cabra;

O ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga ganhou apelido da revista The Economist: "Shakira de Barba";

Delúbio Soares disponibilizou a "Tabela do Brasileirão" em seu blog;

Anderson Silva assumiu que é "meio metrossexual";

Macapá ganhou o título de "Capital Nacional do Meio do Mundo";

O insaciável Eike Batista se esforçou um bocado para virar capa de revista como o Pai do Ano em 2012;

Exumaram o Tim Maia e o Yasser Arafat;

Elba Ramalho estreou próteses de seios novinhos em folha no feriadão de 1.º de maio;

Luiza Possi desmentiu relacionamento íntimo com Maria Gadú;

Fernando Collor se autonomeou "o bedel da CPI do Cachoeira";

O narrador esportivo Cléber Machado recusou proposta de R$ 600 mil por mês para trocar a Globo pela Record!;

Quase acaba em conflito a galinhada do chef Alex Atala no Minhocão;

O Senado criminalizou o cheque-caução;

O sobrinho de Stevie Wonder foi preso extorquindo o cantor para não contar tudo que viu em família;

Recorde: um turista americano deu cano de 270 caipirinhas consumidas em 15 dias de hospedagem num hotel de Copacabana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.