Retrato de ladrões de quadros deve ser divulgado nesta tarde

Juntas, telas de Candido Portinari, Tarsila do Amaral e Orlando Teruz valem mais de R$ 3,5 milhões

da Redação, estadao.com.br

11 Maio 2009 | 10h43

Os retratos falados dos assaltantes que roubaram telas de uma casa nos Jardins devem ser divulgados nesta segunda-feira, 11. No domingo, um grupo invadiu uma casa na Rua Estados Unidos, no Jardim América, e levou as telas Cangaceiro, Retrato de Maria, ambas de Candido Portinari, Figura em Azul, de Tarsila do Amaral, e A Crucificação de Jesus, de Orlando Teruz. Juntos os quadros são avaliados em pelo menos R$ 3,5 milhões.

 

Veja também:

linkObras podem ter sofrido danos irreversíveis  

mais imagens Galeria de fotos dos quadros roubados 

 

A polícia não tem o número exato de integrantes da quadrilha. Mas, à tarde, chegou-se a falar em 20 participantes da ação. Os homens que invadiram a casa não usavam máscara nem capuz. Ilde Maksoud, de 80 anos, dona da casa, a nora Maria Paula e quatro funcionários foram mantidos reféns por uma hora. Os bandidos reviraram toda a casa e ainda tentaram levar uma escultura do artista Victor Brecheret. Eles quebraram a base, mas não conseguiram levar a peça.

 

Os parentes de Ilde (ex-mulher de Henri Maksoud, proprietário do hotel que leva o nome da família) acreditam que os criminosos tinham como objetivo roubar as obras de artes. A polícia trabalha com a hipótese de que a quadrilha estivesse em busca de joias e de dinheiro. Ao não encontrar o que queria, teriam levado os quadros para "não perder a viagem".

 

Detalhe da obra Figura em Azul, de Tarsila do Amaral. Imagem: Reprodução

 

Detalhe da obra O Cangaceiro, de Cândido Portinari. Imagem: Reprodução

 

Detalhe da obra Retrato de Maria, de Cândido Portinari. Imagem: Reprodução

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.