Restrição de passageiros no Metrô de SP começa nesta segunda

Plataforma da Estação Sé terá controle do fluxo de passageiros no horário de pico da tarde, entre 17h30 e 19h

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

28 de setembro de 2009 | 09h22

Começa nesta segunda-feira, 28, a restrição do número de passageiros na plataforma da Estação Sé do Metrô. A restrição será feita no horário de pico do período da tarde, entre as 17h30 e 19 horas, de acordo com informações da Companhia do Metropolitano de São Paulo.

 

Mais de 200 funcionários participarão da orientação aos passageiros e controle de fluxo nas Estações Sé do Metrô e também na Estação Tatuapé da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na plataforma sentido Guaianazes, entre 17h e 19h.

 

Alterações

 

As mudanças nos embarques começaram a ser implantadas em 14 de setembro, como parte da operação "Embarque Melhor" e são uma ampliação das atividades adotadas desde 2007 nos horários de pico nas estações de maior movimento, segundo o Metrô.

 

A nova estratégia da Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM) começou a ser implantada no último dia 14, na estação Brás da CPTM e do Metrô. Na CPTM foi ampliado o embarque preferencial (para idosos, gestantes, obesos, deficientes e pessoas com crianças de colo) e facilitado o desembarque nos três últimos carros do Expresso Leste, no pico da tarde.

 

Na estação Brás do Metrô houve a ampliação do embarque preferencial. Ainda no dia 14 foi iniciada uma operação na Linha 2-Verde do Metrô com o objetivo de orientar os usuários que embarcam nas estações Alto do Ipiranga, Santos-Imigrantes e Chácara Klabin com destino à Linha 1-Azul a efetuar preferencialmente a transferência na estação Ana Rosa (e não na Paraíso), garantindo maior facilidade para o desembarque.

 

Tucuruvi

 

Desde a última segunda-feira, 21, a estação Tucuruvi do Metrô (Linha 1-Azul) passou a contar com uma nova operação, que garante aos usuários fazer a viagem sentados no último carro de cada trem. A plataforma é isolada na região do último vagão.

 

De acordo com o Metrô, funcionários controlam uma fila para a entrada de, no máximo, 44 passageiros no último vagão. Para garantir que o carro chegue à estação terminal completamente livre, são emitidos avisos sonoros na estação Parada Inglesa, que alertam os passageiros para se dirigirem aos demais carros do trem. A operação acontece no horário de pico da manhã, das 7h às 9h.

 

A mesma operação realizada pelo Metrô foi iniciada na estação Osasco da CPTM no dia 22. Os funcionários controlam a entrada de até 50 passageiros no último vagão a cada viagem. Marcadores no piso da plataforma orientam a ordem de chegada dos usuários para que o embarque seja feito de forma organizada.

 

Avisos sonoros sobre a necessidade de esvaziar o último carro são emitidos aos usuários na estação Presidente Altino. A estratégia acontece todos os dias no pico da manhã, das 6h às 9h.

 

As ações para melhorar o embarque da CPTM e do Metrô serão atividades rotineiras e terão continuidade nas próximas semanas, período no qual elas serão avaliadas pelos técnicos das duas empresas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.