Restaurante sofre arrastão no Itaim Bibi

Casa Astolpho foi assaltada no fim da noite de domingo por três homens e uma mulher; proprietário viu ação pelo celular

Luciano Bottini Filho, O Estado de S. Paulo

16 Setembro 2013 | 10h25

Atualizado às 16h10

SÃO PAULO - Criminosos fizeram um arrastão no restaurante Astolpho, na noite de domingo, 15, no Itaim Bibi, zona sul de São Paulo. Três homens, dois deles armados, e uma mulher iniciaram o assalto por volta das 23h30. Foram rendidos funcionários e clientes do estabelecimento, na Rua Clodomiro Amazonas. 

O proprietário do bistrô, de 55 anos, percebeu que seu estabelecimento era assaltado ao ver imagens do circuito interno de TV pelo celular. No domingo, o restaurante fecha à meia-noite, e o dono verificava se tudo corria bem. Ele, que havia saído do local 30 minutos antes, tem o hábito de acompanhar o movimento da clientela pelo telefone. De início, o empresário notou que os fregueses estavam parados demais na mesa, mas só se deu conta do ocorrido quando eles levantaram as mãos para cima.

"Eu vi uma pessoa estranha pegando bolsa, pegando carteira. Na hora deduzi que era assalto", disse o proprietário. Ao ter certeza de que se tratava de um arrastão, o empresário ligou para a PM. Os policiais, no entanto, não conseguiram chegar a tempo de impedir os assaltantes. Segundo o dono do restaurante,  ele levou 8 minutos esperando para ser atendido no 190. A ação dos ladrões durou cerca de 3 minutos, de acordo com as vítimas. 

Os criminosos chegaram e fugiram em um Honda Fit roubado, que teve a placa anotada. A mulher esperou os comparsas do lado de fora. No momento do arrastão, havia dois casais no bistrô, dois garçons e o chefe de cozinha.  

Segundo a assessoria do Astolpho, foram roubados  R$ 200 do caixa e duas máquinas de cartão de crédito. Os clientes teriam perdido bolsas e celulares. O bistrô foi reaberto há cerca de um mês e meio. De acordo com o proprietário, esse é o primeiro arrastão no local desde que assumiu o restaurante, há 41 dias.  

Imagens do momento do ação foram registradas por câmeras de segurança e entregues à polícia. O caso foi registrado no 15º DP (Itaim Bibi).

Mais conteúdo sobre:
arrastãoitaim bibi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.