Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Restauração dos Arcos do Jânio será concluída nesta segunda

Obra, que custou R$ 791 mil, retoma as caraterísticas originais da estrutura, e incluiu mapeamento de danos e tratamento de trincas e fissuras

O Estado de S.Paulo

03 Julho 2017 | 03h00

SÃO PAULO - A Prefeitura de São Paulo está concluindo nesta segunda-feira, 3, a obra de restauração dos Arcos do Jânio, patrimônio histórico da cidade que, de acordo com a gestão, retornou às suas características originais, com tijolos de calcário visíveis. O custo para o serviço foi de R$ 791 mil, financiados pelo Fundo de Proteção do Patrimônio Cultural e Ambiental Paulistano (Funcap).

Os Arcos da Rua Jandaia passou por limpeza e remoção de pinturas, mapeamento de danos, tratamento de trincas e fissuras. A coloração original foi retomada e foi realizada uma proteção química do conjunto e produto antipichação. 

“A restauração dos Arcos é importante para a valorização de uma tecnologia construtiva pouco conhecida utilizada nos primeiros tipos de construção em São Paulo, que chegou junto com os imigrantes europeus. Os tijolos utilizados na obra são de calcário, que não têm a cor comum de tijolos, são mais acinzentados por conta do tipo de material”, informou a prefeitura em nota.

Para conter a encosta da Rua Jandaia, no bairro da Bela Vista, um muro de arrimo foi construído entre 1908 e 1913. Composto por 21 módulos, em arcos separados por pilastras, o muro preenche o desnível existente entre as ruas Assembleia, na sua base, e Jandaia, alcançando cerca de onze metros em seu ponto mais alto. 

Mais conteúdo sobre:
São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.