Represa abre vertedouro e alaga áreas de Sorocaba

Mesmo sem chuva, casas e ruas foram tomadas pelas águas; bairros de Votorantim também foram afetados

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

27 Janeiro 2010 | 16h27

A abertura dos vertedouros da represa de Itupararanga, em Votorantim, causou nesta quarta-feira, 27, alagamentos nas áreas ribeirinhas de Votorantim e Sorocaba. O rio Sorocaba, que recebe a descarga da represa, transbordou e invadiu a avenida Dom Aguirre, a principal de Sorocaba. Mesmo sem chuva, casas e ruas dos bairros Jardim Maria do Carmo, Vitória Régia e Santo André II, em Sorocaba, estavam alagados. Em Votorantim, os bairros Rio Acima e da Chave tinham ruas e casas inundadas.

 

Veja também:

linkChuvas obrigam mais de 23 mil a deixar suas casas em SP

linkSobe para 900 total de famílias afetadas por chuvas em Atibaia

linkChuvas danificam estradas e adiam volta às aulas em MS

linkDeslizamento atinge casas na região metropolitana de SP

linkRepresas do Sistema Cantareira transbordam e ameaçam 12 cidades

 

Além da abertura das 16 comportas, com vazão máxima de 30 mil litros por segundo, a empresa responsável pela barragem foi obrigada a retirar os pranchões que bloqueavam os vertedouros. Com isso, a água passou a jorrar pelo paredão da barragem, o que não ocorria desde 1986.

 

A represa, construída em 1908, fica na Serra de São Francisco, em nível superior ao das cidades de Sorocaba e Votorantim, e fornece 80% da água consumida pelas duas cidades.

 

De acordo com engenheiros da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), que administra a represa, a barragem não apresenta problemas estruturais e é segura. A empresa mantém as prefeituras de Sorocaba e Votorantim informadas sobre o aumento da vazão na barragem.

Mais conteúdo sobre:
interior de SP chuvas represas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.